Related Posts with Thumbnails

Amigos que me acompanham

25 de set de 2009

Receitas tipicamente gauchescas II


Continuando com as receitas aqui do sul, vamos ver hoje uma receita que é uma delícia e super fácil de fazer.
História da receita: Os peões que levavam as tropas de gado usavam o charque (carne salgada) em suas idas e vindas, como alimento não perecível, e junto com o arroz abundante na região sul, preparavam essa refeição tradicional. Claro que nas estâncias o arroz com charque era também prato usual, pela sua simplicidade e sabor. O gado vinha do interior para as charqueadas que ficavam à beira do arroio Pelotas, onde eram abatidos e salgados, para então serem transportados em navios que saiam do porto de Rio Grande, para o norte do país e Europa. As cidades de Pelotas e Rio Grande mostram até hoje, casarões, teatros e monumentos, além da cultura, que foram trazidos com o intercâmbio do charque.

Arroz de carreteiro

Ingredientes:
1/2 kg de charque
1/2 kg de arroz
1 cebola
3 dentes de alho
Modo de preparar:
A preparação: Aferventar o charque, trocando uma vez a água. Se o charque for caseiro, basta deixar 5 horas de molho. Picar o charque em guisado médio e colocar na panela para fritar. Se o charque for gordo, colocar menos gordura. Esmagar o alho e picar juntamente com a cebola. Quando o charque estiver bem dourado, colocar a cebola e o alho picados para fritarem. Juntar o arroz e deixá-lo fritando um pouco. Colocar água fervendo até dois dedos acima do arroz. Provar o sal e cozinhar em fogo baixo.


Pode-se incorporar dependendo do seu gosto,outros elementos como:bacon,linguiça etc.




Vaca Atolada
Ingredientes:
2 colheres (sopa) de óleo
1 kg de costela de vaca, cortada em pedaços pequenos(costela gaúcha)
2 cebolas médias picadas
4 dentes de alho amassados
Sal e pimenta-do-reino a gosto (ou tempero pronto)
5 tomates sem sementes picados
6 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
3 colheres (sopa) de aguardente
Pimenta dedo-de-moça picada a gosto
2 folhas de louro
2 1/2 litros de água quente
700 g de mandioca descascada, cortada em cubos (já cozida)
Modo de preparar:
Numa panela (de preferência, de ferro) com óleo, frite a costela de vaca, cortada em pedaços pequenos, até dourar (mais ou menos 10 minutos).
Junte as cebolas, os dentes de alho e refogue.
Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
Adicione os tomates, o cheiro-verde picado, a aguardente, a pimenta dedo-de-moça picada a gosto, as folhas de louro e a água quente.
Deixe cozinhar por 50 minutos na pressão, em fogo médio (se necessário, acrescente mais água durante o cozimento).
Quando a costela estiver cozida, acrescente a mandioca descascada e cortada em cubos (já cozida). Deixe cozinhar por cerca de 25 minutos ou até ficar cremoso (as costelas devem ficar "atoladas").






Churros

Ingredientes:
1/2 kg de farinha de trigo

50 g de fubá
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 colher (sopa) de bicarbonato de sódio

1 litro de água- 50 g de açúcar
1 colher (sopa - cheia) de sal
1/2 xícara (chá) de óleo
Açúcar misturado com canela para polvilhar

Modo de preparo:
Numa tigela, misture a farinha de trigo, o fubá, o fermento e o bicarbonato de sódio. Reserve. Numa panela grande, coloque a água para ferver com açúcar, sal e óleo. Quando levantar a fervura, coloque a mistura da farinha (reservada) de uma vez só e mexa rapidamente com uma colher de pau para não empelotar. Deixe cozinhando por 3 min, mais ou menos. Dica: se ficar muito mole, adicione um pouco mais de farinha de trigo. Se ficar muito duro, coloque um pouco de água fervente. Desligue o fogo, transfira para uma tigela e deixe esfriar. (se for utilizar o saco de confeiteiro, utilize a massa ainda quente; se for utilizar a máquina caseira, utilize a massa fria)Coloque a massa dentro de uma máquina caseira de churros (ou dentro de um saco de confeiteiro com bico próprio para churros) e faça os churros com cerca de 15 cm de comprimento. Leve para fritar em óleo quente a 180ºC até que doure. Coloque sobre papel absorvente e polvilhe açúcar com canela. Para churros comum, recheie com o auxílio de uma bisnaga para catchup ou bisnaga de injeção de temperos.Você pode rechear com doce de leite, chocolate ao leite derretido, doce de leite com nozes, goiabada cremosa ou o recheio de sua preferência.
Preço do churros no mercado: R$ 2,00 cada um.
Preço da máquina de churros caseira: R$ 29,90
Preço do injetor de temperos: R$ 4,80
Preço do bico próprio para fazer churros: R$ 3,25
Curiosidades: A origem do churros é espanhola, típico da região de Madri. Lá, é servido no café da manhã sem recheio. Nos EUA, ele é mais comprido do que o espanhol e também não tem recheio. O doce só ganhou recheio na América do Sul.

2 comentários:

Cris 2 de outubro de 2009 09:18  

Minha linda quanta deliciaaaa!!! Estou copiando tudo Jan....amoo churrosss!!!!

bjos querida continue com esse sucesso !!!! Te adorooo!

Janice Lourenço 2 de outubro de 2009 17:54  

Cris querida, sinta-se à vontade para opiar o que desejar. Obrigada pelo carinho de sempre, Beijokas!!!

Blog globalizado