Related Posts with Thumbnails

Amigos que me acompanham

14 de mar de 2010

Envelope de Damasco


Um dos maiores patrimônios culinários do Rio Grande do Sul são os doces de Pelotas. Pelotas é uma cidade que fica no sul do Estado, que com suas casas antigas e estâncias lembram bem a época em que a cidade era a maior produtora de charque do Estado. Possui uma cultura doceira famosíssima, herdada de Portugal através dos imigrantes que vieram para cá, por volta do século XIX e que com eles trouxeram, em sua bagagem, doces como ninhos, fios-de-ovos (adoooroooo), babas-de-moça, camafeus, papos-de-anjo, canudinhos recheados, pastéis de Santa Clara, entre outros, e que utilizavam o açúcar em todas as comemorações. Cada família tinha a tradição de passar as suas receitas de geração em geração, ainda hoje algumas guardam a sete chaves alguns segredinhos na confecção e os fazem de forma artezanal, acho que é por isso que em todo Brasil não existem doces como os nossos. Temos anualmente uma Feira onde é exposto e comercializado um grande número de doces, a Fenadoce, entre eles está o envelope de damasco:
Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 colher de margarina
1 pitada de sal
100 gramas de damascos secos
1 xícara de açúcar refinado.
Açúcar para confeitar


Modo de preparo:
Coloque os damascos de molho na água fria por cerca de uma hora.
Passado esse tempo, retire a água e passe-os pelo liquidificador e pela peneira.
Leve ao fogo com o açúcar, mexendo para não pegar no fundo da panela.
Desligue o fogo.
Em outra panela, misture o leite condensado e a margarina com uma pitada de sal.
Cozinhe como um branquinho, mexendo bem sempre em fogo baixo até desgrudar da panela. Coloque a massa em um refratário e deixe esfriar.
Em seguida, coloque a massa sobre um filme plástico e espiche-a, com o auxílio de um rolo de massa.
Deixe na espessura que você preferir (é bom deixar ela mais grossa, para facilitar o manuseio).
Com o auxílio de um cortador, ou até mesmo de um copo, corte o doce em círculos e passe-os no açúcar para não grudar.
Hora de fazer os envelopinhos: coloque uma porção da calda de damasco no centro de cada um dos docinhos.
Feche o envelope, trazendo as extremidades do círculo de encontro para o centro do doce (vai ficar parecido com uma panqueca).
Coloque um pedacinho de damasco para dar o arremate final.
Sirva em pelotines.
Se você preferir, pode comprar geléia de damasco pronta para rechear os docinhos. É muito mais prático.


Fonte: www.fenadoce.com.br

0 comentários:

Blog globalizado